terça-feira, 3 de abril de 2012

CONTO: A Cadeira e a Bunda

ERA UMA VEZ, uma menina que vivia feliz, tentando emagrecer insistentemente porém sem sucesso. Ela até perdia um pesinho de vez em quando, mas fazia questão de recuperá-lo na semana seguinte.
E assim seguia a vida, escrevendo alegremente em seu "blog ligth"e racionalizando que apesar de estar usando manequim 48, de ter um IMC 31 que esfrega na sua cara "obesidade grau 1", ainda assim até que não estava lá tão gorda, e que se no final tudo acabasse em pizza, ela comeria varias fatias bordaria com lantejoulas pink uma faixa bem linda com os dizeres: MISS FIZ DA JACA MINHA PANTUFA PLUZ SIZE, e seguiria seu caminho em paz, sem olhar para traz, nem para a balança nunca mais.
O que ela não sabia era que seu mundo doce e fofinho estava ameaçado pelo Monstro da Cadeira Giratoria, que tinha como fiel escudeira a Anã Redonda de Piaçava, que disfarçada de colega de trabalho, estava à espreita, observando com seus olhos de Gargula, esperando o momento certo de atacar a heroina gordinha da nossa historia, e soltar sobre ela o Monstro da Cadeira Giratória.
Foi então que num belo dia de outono, que não fazia nem calor nem frio, nem sol nem chuva, o pior de tudo aconteceu.
Estava bela e florida nossa heroina gordinha, trabalhando contente, quando Gafanhota, sua colega de trabalho magriça e inofensiva, com seus enormes braços e pernas, sugeriu inocentemente à Heroina Gordinha que trocassem de cadeira, uma vez que a sua tinha braço e a de H.Gordinha não, e que ela não gostava de cadeiras com braço.
(vinheta de suspense)
Foi então que muito antes de Heroina pensar em responder, Anã Redonda de Piaçava entra sorrateira no DIÁLOGO e o transforma num Trialogo, lançando com efeitos de luz e sons a pérola:
"_ Ichi...mas a Heroina não vai caber nessa cadeira não! Se pra mim já fica quase apertada, pra ela é que não vai dar meeeeeesmo!!!!!"

Oi  ???????????????????????????????????

Para. Para tudo. Deem só uma olhada na cadeira:


(pensamento secreto: FDP se minha bunda parece maior que esse vão, só uma palavra pode descrever: F-U-D-E-U!!!)
E então, Heroina apenas sorriu e foi até a cadeira provar que sua bunda não era a America do Norte e que ela ainda não usava o tanque pra fazer suas necessidades.
Logicamente a bunda coube, e com folga tá!
Heroina e Gafanhota, constrangidas, trocaram as cadeiras.
Ela podia ter matado, espancado, degolado e esquartejado Anã. Podia te-la lembrado sobre suas formas octagonais e sobre a duvida de onde ela havia esquecido seu pescoço pra ficar assim "torada na emenda"! Mas não... o choque foi de alta voltagem. Heroina sentiu a alma esturricar. A ilusão morrer. E como morto não fala, restou apenas dar uma de "phyna" e sorrir.

Gentem, com o devido perdão daqueles cuja bunda não cabe mais numa cadeira com braços, mas pra mim, isso sempre foi um tabu. Do tipo que causa pesadelos. Mesmo quando eu era magra, gelava minha espinha pensar que alguem poderia carregar um manequim "nº-maiorquecadeiradebraço". Uma bunda quando para de caber numa cadeira deixa de ser uma bunda e se transforma num baita problema... E...E se minha bunda ainda cabe porém as pessoas teem a impressão que não cabe, então amiga gordinha, isso é grave. Muito, muito grave mesmo!

Pq a embalagem é o que a gente compra. Conteudo é o que a gente consome! (hum? sem sentido?)

Não importa. O que importa é que Heroina, que tinha uma super auto confiança, agora sabe que sofre de um disturbio grave de imagem, que fez com sua bunda e tudo ao redor dela chegassem ao ponto de se parecer com a America do Norte enquanto ela achava que "não estava tão gorda assim..."

Como esse post está sendo escrito ao vivo, em tempo real , Heroina Gordinha com o olhar perdido e apatica ainda não decidiu o que vai fazer a respeito (nem da Anã e nem da Bunda), mas uma coisa é certa: DESSE DIA EM DIANTE, A VIDA NUNCA MAIS SERÁ A MESMA...





E com vcs ela, a espetacular, no sense, joselita e incrivelmente sem noção :

                                                      ANÃ REDONDA DE PIAÇAVA

11 comentários:

Nina Morais disse...

ÔÔÔÔ, amiga...
Estou com raiva mortal desta anã de piaçava (o cabelo dela é esticado, é?)!!!
Se ela vier passar a Páscoa ou o São João por estas bandas de cá, me conta que eu "pego" ela.

Vou te contar um segredo: também morria de pavor frente ao uso de alguns objetos.
A catraca (borboleta) do ônibus era um deles. Desespero de ficar entalada. Nunca fiquei, mas que passava apertado, a isso passava.
A maldita moto do meu marido era outra fonte de grande sofrimento. Imagina eu, gorda, com calça sempre apertada, tendo que subir naquilo!
Enfim, ele caiu e aceitou vender o monstro.
Ah! E as cadeiras de plástico, e os obstáculos altos para transpor, e a saída dos barcos (trabalhava em comunidades pesqueiras, usava muito este infernal meio de transporte, e os cais eram invariavelmente muito altos)
Jesus!
Livra-nos destes pesadelos!!!
Obrigada por me lembrar de todos eles, Lilith. Vai dar um "up" no controle alimentar.
Força, amiga. Que a vida nunca mais seja a mesma.
bjs

Miss Po disse...

Às vezes acho que essas pessoas surgem do nada, enviadas pela Divindade da Reeducação Alimentar, só pra gente ficar a-ca-ba-da e com essa vontade de mover montanhas pra ficar magra - inclusive de abdicar de algum docinho que surgir à tarde. Só pode ser. Tamanha falta de noção não é normal, caramba!
Adoreeei a historinha, ri bastante rs...
Beijos

Kakau disse...

hehehe Realmente deu raiva dessa anã, viu, mas talvez no futuro vc agradeça a ela por lhe fazer tirar forças de sei lá de onde pra acelerar o passo, e correr atraz do prejuizo, né não?!?!?!?! rs

Boa sorte!!!

Lívia disse...

huahauhauahuah
quase morri de rir do seu post de hoje!!!! Foi bom porque eu tava precisando muito rir! hahaha
Moça, Vamos deixar a nossa bunda igual a Cuba, em uma explícita resistência à América do Norte!!!
E a anã de piaçava??? Vamos torcer para que ela encontre um espelho nessa vida e SE ENXERGUE!!!
Bjoooo

Ficando linda....a Linda de Jesus!! disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
again
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
desculpa, não é de vc mas da forma como vc escreve...a-d-o-r-o!!
Sempre começo meu dia no seu cantinho pq sei q já vou começar com bom humor, hehe
kkkkkkk
deixa eu rir só mais um pokin, agora sim...deixa eu tentar falar sério, hehe
É nessas horas q a gente pede a Deus paciência e não forças, pq se não a cadeira voava como bazuca em direção a certas pessoas...
é nessa hora tb q vc esquece um pouco de tdo o amor q devemos ter em relação ao próximo e só pensa: "Morra desgraça e morra gorda sua mini macumba!"
Maaaass...como tdas já disseram, e como vc mesmo avaliou...isso vai ser um impulso q vai t acelerar e t fazer chegar mais rápido ao seu objetivo...
Acho q devíamos lançar uma série sobre colegas de trabalho "no sense" e cada uma contar suas experiências
depois de chorar e pensar em milhões de coisas q poderíamos ter falado, vamos no mínimo entreter uma as outras
kkkk...
bjão flor!!

Mais Uma Na Luta disse...

Olá Lilith, nossa que espaço GOSTOSO esse seu... post's bem humorados, é um prazer lê-los. Simplesmente amei... E tbém tenho meus medos, é a roleta dos coletivos.... nossaaaa, passo raspando por elas... Um grande bj e boa sorte na sua caminhada.

Anônimo disse...

Adorei seu blog, li todos os textos e fiquei com vontade de ler mais. Parabéns pelos textos. Aguardo o próximo post.. rsrs

Rachel disse...

Cadê vcccccc ! Bjks

Marcela disse...

aiaia fiquei com medo de vc sentar e nao dar certo..rsrsrs
mas enfim deu certo, e se vc quer modificar esse sentimento q te aperrinhou, siga em frente e batalhe..
beijos.. nao sei pq eu te sigo mas nao aparece tua atualização p mim!

Claudia Gonçalves disse...

Ei! Você esteve em meu blog, Peso sob medida, e fiquei feliz!
Minha altura é 1,69. Atualmente peso 68kg e estou feliz.
Beijos! Claudia

Ive disse...

AMEI o seu blog... verdadeiramente AMEI!!! Me vi em você!! Adorei o jeitão divertido! Vu acompanhar sempre!! Bj grande
www.ivebk.blogspot.com